Coimbra  27 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Biblioteca de Cantanhede integra Rede da UNESCO

18 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Biblioteca de Cantanhede integra Rede da UNESCO

A Biblioteca Municipal de Cantanhede é o mais recente membro da Rede das Bibliotecas Associadas à Comissão Nacional da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), certificação que foi atribuída no passado dia 26 de Agosto.

Este organismo que foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), tem como principal objectivo encorajar as bibliotecas que estão abertas ao público a serem Bibliotecas Vivas, realizando actividades nos vários domínios da instituição, nomeadamente na promoção dos direitos humanos, diálogo intercultural, protecção do ambiente e bem-estar, luta contra o analfabetismo e cooperação para a paz e cidadania

As bibliotecas que integram esta Rede são assim convidadas a desenvolver actividades no âmbito da Agenda 2030 (Agenda Alargada de Desenvolvimento Sustentável), promovendo a sua visão de um mundo com alfabetização universal, através de encontros anuais, concursos e actividades em conjunto, incentivando simultaneamente a sua articulação com as escolas onde as bibliotecas se encontram inseridas. Estes importantes equipamentos culturais promovem também a itinerância de exposições da Comissão Nacional da UNESCO (CNU), assim como outras iniciativas organizadas pelas Bibliotecas Associadas, nomeadamente efemérides, constituindo-se como um importante veículo na divulgação dos valores e objectivos da UNESCO, tornando-se um contacto muito próximo com as populações dos seus Estados-membros.

Ao difundirem o acesso à leitura e à informação, as bibliotecas constituem-se como o meio ideal para a disseminação do conhecimento, desempenhando um papel fundamental na difusão da informação e no combate à iliteracia, assumindo-se como o elemento ideal para a implementação de uma sociedade de conhecimento, desenvolvimento cultural, social e económico das populações e para a promoção dos direitos humanos.

Os equipamentos culturais associados a este projecto deverão estar bem integrados na comunidade local, privilegiando-se por isso a adesão das Bibliotecas Públicas a esta Rede, já que o seu papel enquanto mediadores de informação junto das populações que servem é um dos pressupostos para esta tipologia de Bibliotecas. Recorde-se, a este propósito, o Manifesto da UNESCO sobre Bibliotecas Públicas (1994), que refere, na sua introdução, que a Biblioteca Pública é a “porta de acesso local ao conhecimento”.

A principal mudança visível nas bibliotecas aderentes não está no seu funcionamento, mas sim na consciencialização de que o seu trabalho extravasa as suas funções de base, passa a estar ao serviço de uma causa universal e que Portugal subscreveu no Ato Constitutivo da UNESCO – “Construir a Paz e o desenvolvimento sustentável através da Educação, Ciência, Cultura e Comunicação”.

Reconhecida como equipamento de grande qualidade, a Biblioteca Municipal de Cantanhede está dotada de instalações modernas e funcionais, oferecendo um leque variado de serviços e produtos culturais que gradualmente têm vindo a suscitar uma crescente procura.

O edifício dispõe de um auditório com lotação de 100 lugares destinado à realização de conferências, colóquios e debates, um átrio com condições privilegiadas para exposições, uma sala de leitura, um espaço dedicado às crianças que inclui uma bebeteca, um espaço de audiovisuais e uma hemeroteca, além de um bar e outros serviços de apoio. O seu fundo bibliográfico é constituído por um acervo de mais de 64 000 documentos, entre periódicos, livros e audiovisuais.

Integrada na Rede Nacional de Leitura Pública desde 1992, a Biblioteca Municipal de Cantanhede desenvolve acções de promoção do livro e de incentivo à leitura orientadas para públicos de diferentes idades, organiza exposições temáticas e dinamiza um grupo de teatro infantojuvenil. Da actividade de Biblioteca Municipal merecem, ainda, destaque o serviço de biblioteca itinerante, que percorre todas as freguesias, a Biblioteca da Praia da Tocha, a funcionar durante o período de Verão, a bebeteca e o serviço da Biblioteca do Hospital no Centro de Medicina de Reabilitação Física Rovisco Pais, na Tocha.

Recorde-se que no âmbito do surto epidemiológico covid-19, o Município de Cantanhede adoptou um conjunto de medidas preventivas, que terá como prioridade o bem-estar das pessoas, limitando e restringindo o acesso a este equipamento cultural.