Coimbra  21 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

BE queixa-se de vandalismo em Montemor-o-Velho

26 de Agosto 2021 Jornal Campeão: BE queixa-se de vandalismo em Montemor-o-Velho

A candidatura “Coragem de Mudança” do BE à autarquia de Montemor-o-Velho repudia os actos de vandalismo, punidos por lei, aos seus materiais de campanha.

“ Destes comportamentos infantis resulta em apenas papel rasgado, transformado em lixo, lamentavelmente a sujar as ruas do nosso concelho”, refere o Bloco de Esquerda.

“Esperamos que estes casos isolados não se repitam sobre os materiais de promoção da nossa candidatura, nem com o das outras forças democráticas”, deseja o BE, defendendo para Montemor-o-Velho “uma saudável discussão e apresentação de ideias que venham, após as eleições, valorizar a vida de todos e todas que vivem ou trabalham neste nosso concelho”.

“Celebrando-se o Dia Internacional de Luta pela Igualdade de Direitos da Mulher, preferimos discutir a diferença salarial média de 150 euros na remuneração pelo trabalho entre homens e mulheres no concelho e que permanece sem alteração há mais de 10 anos, ou o facto de o poder de compra dos/das residentes no município estar cerca de 30% abaixo da média nacional”, acrescenta o BE.

O candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara Municipal de Montemor-o-Velho é João Rui Mendes, de 42 anos, médico dentista.

O Município de Montemor-o-Velho, no Baixo Mondego, é presidido pelo socialista Emílio Torrão desde 2013, que se recandidatura ao terceiro e último mandato autárquico permitido por lei.

Para além de João Rui Mendes (BE) e do actual presidente da Câmara, são também candidatos à liderança da Câmara Maria João Sobreiro (PSD) e Daniel Nunes (CDU).

Na actual composição do Executivo municipal, o PS tem quatro eleitos e o PSD três.