Coimbra  24 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Balcão Único do Prédio está em funcionamento em Cantanhede

18 de Maio 2021 Jornal Campeão: Balcão Único do Prédio está em funcionamento em Cantanhede

O Município de Cantanhede tem a funcionar, desde ontem (17), o Balcão Único do Prédio (BUPi).

Este novo serviço dirige-se aos proprietários de prédios rústicos e mistos e permite mapear, entender e valorizar o território português, de forma simples e gratuita.

A autarquia iniciou também, ontem (17), um programa de acções de esclarecimento e sensibilização da população para as vantagens do uso da plataforma digital disponível para o efeito, nomeadamente na identificação das propriedades e também ao nível da informação cadastral e gestão do território.

A primeira sessão desse programa realizou-se também a 17 de Maio, na sede da Freguesia de Ançã, com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal, Pedro Cardoso; do presidente da Junta, Cláudio Cardoso; do director do Departamento de Urbanismo, Serafim Pires; e o chefe de Divisão da Gestão do Território e Sustentabilidade Ambiental, Paulo Marques.

Na ocasião, o vice-presidente da autarquia cantanhedense sublinhou a importância do mapeamento do território pelo Balcão Único do Prédio, uma vez que constitui “uma possibilidade para os cidadãos de identificarem e registarem, de forma simples e gratuita, as parcelas de terrenos rústicos e mistos de que são proprietários”, disse, referindo que “este é o caminho para as pessoas assegurarem os seus direitos de propriedade, facilitar a vida às gerações futuras e evitar também conflitos futuros”.

Para além do Balcão de Atendimento BUPi de carácter permanente, a funcionar no edifício dos Paços de Concelho, o Município de Cantanhede criou um balcão itinerante dedicado à prestação do mesmo tipo de serviço nas freguesias, uma aposta que, segundo Pedro Cardoso, “vai facilitar a vida aos munícipes, sobretudo aos que têm mais dificuldade em se deslocar, gerando também maior confiança, e será uma forma de dinamizar a utilização da plataforma ao nível daquilo que se pretende”. Para o autarca, “este é particularmente importante, uma vez que gratuitamente ela só funcionará durante dois anos”.

Entretanto, depois da acção de esclarecimento em Ançã, as sessões prosseguem, esta semana, em Cadima, Cordinhã, Febres e Murtede. Quanto ao balcão itinerante, este iniciará o périplo pelas freguesias a muito curto prazo de acordo com um calendário a anunciar oportunamente.