Coimbra  12 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Bairro de Celas em Coimbra avança para fase final de reabilitação

4 de Abril 2024 Jornal Campeão: Bairro de Celas em Coimbra avança para fase final de reabilitação

A terceira e última fase de reabilitação do Bairro de Celas foi consignada ontem, dia 3 de Abril, à empresa Certificoimbra – Engenharia, Construção e Certificação Energética, Unipessoal, Lda. O contrato, avaliado em 3.173.484,18 euros (com IVA), contempla um prazo de execução de 480 dias.

O projecto abrange a reabilitação de 27 habitações, compostas por 21 unidades de tipologia T2 e seis de tipologia T3, no Bairro de Celas. A intervenção, que tem como base o 1.º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação do Plano de Recuperação e Resiliência, visa adequar as residências aos padrões legais de habitabilidade.

As obras serão distribuídas em duas fases distintas, cada uma com duração de 240 dias. Na primeira fase, serão alvo de intervenção 15 habitações, enquanto as restantes 12 serão reabilitadas na segunda etapa. O objectivo primordial é melhorar as condições construtivas, térmicas, acústicas e de salubridade, bem como optimizar os espaços habitáveis para cumprir os requisitos estabelecidos nos regulamentos vigentes.

Uma das principais transformações consistirá na conversão das tipologias existentes em novos formatos, nomeadamente T2 tipo A (térreo) e tipo C (duplex), e T3 (duplex). Apesar das limitações dos lotes, a disposição das entradas manter-se-á pela sala, mantendo-se como a única característica inalterada da estrutura original. Tanto os quartos, a cozinha como as instalações sanitárias serão renovados para garantir espaços que cumprem com as normativas legais, assegurando a ausência de barreiras arquitectónicas.

O projecto também prevê a implementação de soluções sustentáveis, com destaque para o uso de bombas de calor para aquecimento de água, visando uma utilização mais eficiente de energia.

Esta última etapa de reabilitação não apenas conclui a renovação das 100 moradias originais do Bairro de Celas, mas também contempla a construção de uma nova unidade habitacional, num lote actualmente ocupado por construções não legalizadas, totalizando assim 101 novas habitações.