Coimbra  16 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Avô tem a praia “mais acessível” do Interior

6 de Dezembro 2016 Jornal Campeão: Avô tem a praia “mais acessível” do Interior

A Câmara de Oliveira do Hospital investiu este ano 80 000 euros na recuperação da praia fluvial de Avô, agora classificada como “Praia +Acessível 2016”, segundo anunciou, hoje, a autarquia.

“Em Fevereiro, o complexo balnear, na ilha do Picoto, foi parcialmente destruído pelas cheias com o rio Alva a transbordar e a força das águas a destruir todo um conjunto de infraestruturas e equipamentos”, recorda o presidente do Município de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino.

O autarca lembra que, “em tempo recorde e tendo em conta que é uma praia fluvial com grande fluxo turístico”, a Câmara Municipal fez um investimento de cerca de 80 000 euros, “sem quaisquer apoios”, para recuperar aquela praia, “dotando-a de um conjunto de infraestruturas e de equipamentos que possibilitaram que seja agora a ‘Praia +Acessível 2016’ em termos de praias do Interior”.

A praia acaba de ser classificada com este título pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, obtendo o segundo lugar num concurso nacional cujo primeiro prémio foi atribuído à praia costeira de Valadares Sul, concelho de Vila Nova de Gaia.

“A vila de Avô passa, assim, a deter a praia de interior mais acessível do país a pessoas com mobilidade condicionada”, segundo uma nota da autarquia.

O prémio ”Praia +Acessível – Praia para todos!” visa distinguir as duas praias portuguesas, costeiras ou interiores, que, tendo sido galardoadas com a Bandeira Praia Acessível na última época balnear “evidenciaram as melhores condições de acessibilidade, constituindo-se, desse modo, como práticas de referência nacional, pela qualidade do usufruto da sua oferta de serviços e bem-estar”.

Na época balnear de 2016, a praia de Avô passou a dispor de uma cadeira anfíbia, permitindo às pessoas com mobilidade condicionada “usufruir daquela zona balnear com mais segurança e conforto”.