Coimbra  5 de Agosto de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Autocarros 100% eléctricos dos SMTUC evitaram 1 075 toneladas de CO2 em dois anos

24 de Junho 2021 Jornal Campeão: Autocarros 100% eléctricos dos SMTUC evitaram 1 075 toneladas de CO2 em dois anos

Os 10 autocarros 100% eléctricos dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), apresentados pelo Município de Coimbra em Junho de 2019, já evitaram a libertação de cerca de 1 075 toneladas de CO2.

Os veículos, que representam um investimento superior a 4 milhões de euros, financiado em cerca de 53% pela Câmara de Coimbra e o restante pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), já percorreram cerca de 873 mil quilómetros e geraram uma economia de cerca de 322 toneladas equivalentes de petróleo.

No primeiro ano, os novos autocarros evitaram a libertação de cerca de 510 toneladas CO2 para a atmosfera e geraram uma economia de cerca de 140 toneladas equivalentes de petróleo, em 440 mil quilómetros percorridos. Já no segundo ano, os veículos evitaram a libertação de cerca de 565 toneladas CO2 para a atmosfera e geraram uma economia de cerca de 182 toneladas equivalentes de petróleo, em 433 mil quilómetros percorridos.

“A melhoria de desempenho dos veículos eléctricos, tendo em conta a diminuição da distância percorrida, pode explicar-se por uma maior experiência adquirida na condução deste tipo de veículos e pelo facto das condições de circulação terem sido mais favoráveis neste segundo ano devido à situação pandémica (menos passageiros, impacto menor no peso das viaturas e menos paragens para entrada e saída de passageiros)”, disse o Município de Coimbra, acrescentado que “a aposta da autarquia na mobilidade eléctrica reflecte-se numa melhoria assinalável do ponto de vista ambiental”.

A Câmara Municipal de Coimbra sublinha que “os dados poderão ser ainda mais relevantes” se forem tidos em conta os troleicarros, o elevador do Mercado, e o desempenho dos novos nove miniautocarros que a autarquia adquiriu, através de uma candidatura submetida, em Outubro de 2018, ao PO SEUR (com os respectivos sistemas de carregamento e serviços de assistência técnica e monitorização dos resultados), que representaram um investimento de 2,8 milhões de euros e que estão em funcionamento desde 1 de Junho, ao serviço da nova Ecovia.

A primeira fase da Ecovia entrou, assim, em funcionamento no início do mês, estando já disponíveis os parques de estacionamento do Parque Verde do Mondego, do Vale das Flores e os dois parques da Casa do Sal (parque Jardim e parque Oeste). Para servir estes parques, avançaram três circuitos – a Linha Vermelha (Casa do Sal – HUC); Linha Verde (Parque Verde – Universidade); e Linha Roxa (Vale das Flores – HUC), cujo objectivo é captar os principais fluxos de entrada na cidade e apresentar uma boa ligação dos parques aos polos geradores de tráfego.

Recorde-se que, nos últimos sete anos, o Município de Coimbra reforçou a frota com 79 viaturas – 49 autocarros (10 eléctricos), 23 miniautocarros (11 eléctricos e dois híbridos), duas carrinhas de transporte especial e cinco viaturas de apoio, num investimento superior a 12 milhões de euros. Estes números não incluem a aquisição dos cinco novos autocarros 100% eléctricos “standard”, cujos veículos se encontram ainda em produção. “O objectivo da autarquia é continuar a renovar a frota dos SMTUC com veículos com melhor desempenho ambiental e reduzir o impacto negativo das emissões de gases com efeito de estufa e de outros poluentes atmosféricos”, disse o Executivo.

O Município de Coimbra continua, assim, a reforçar o serviço público de transportes urbanos em várias vertentes, nomeadamente na aquisição de novos veículos, mas também através da expansão da rede e da contratação de motoristas.

Depois de, em Dezembro de 2019, os SMTUC terem chegado à zona Sul do concelho, passando a servir as freguesias de Almalaguês, Antanhol, Assafarge, Ceira, Cernache e Torres do Mondego e reforçando ainda o serviço em São Martinho do Bispo, os transportes públicos municipais chegaram, a partir de 1 de Abril, às freguesias da zona Norte, designadamente Brasfemes, Souselas e Botão, sendo ainda reforçada nas freguesias de Eiras, São Paulo de Frades, Trouxemil e Torre de Vilela, beneficiando mais de 20 mil habitantes. Está ainda previsto, em breve, chegarem também às freguesias da margem direita do Mondego, como Antuzede, São João do Campo, São Silvestre, São Martinho de Árvore e Lamarosa, até ao limite do concelho.

Quanto à contratação de trabalhadores, encontram-se a decorrer concursos para a admissão de 29 novos motoristas e cinco assistentes operacionais para funções oficinais (três mecânicos, um pintor auto e um torneiro mecânico). Quando este processo estiver concluído, a autarquia terá admitido 93 trabalhadores para a função de motorista de transportes colectivos de passageiros desde 2018.