Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Autárquicas: Pedro Machado defende novo Hospital na Figueira da Foz

15 de Abril 2021 Jornal Campeão: Autárquicas: Pedro Machado defende novo Hospital na Figueira da Foz

Pedro Machado, candidato do PSD à presidência da Câmara da Figueira da Foz, visitou o Hospital Distrital para se inteirar das suas necessidades e perspectivas de futuro.

O candidato refere que “saiu com a convicção de que é necessário a construção, a médio prazo, de um novo Hospital, que o posicione claramente como um equipamento de dimensão regional e não apenas distrital”.

“Esta visita teve o objectivo de auscultar o Conselho de Administração e perceber quais são as suas preocupações, prioridades e projectos, nos quais que o Município pode e deve ter uma participação próxima”, declara Pedro Machado, adiantando que o encontro “inscreve-se no circuito das visitas oficiais que a candidatura vai desenvolver em todo o concelho da Figueira da Foz”.

“Começámos pela área da Saúde, por ser uma área que neste momento nos leva a ter cuidados redobrados, em particular pelo facto de a Figueira da Foz ser actualmente um dos cinco concelhos da região Centro com indicadores mais preocupantes na pandemia”, sublinha Pedro Machado.

O candidato começou por se inteirar de alguns constrangimentos actuais. “Este hospital serve uma população na ordem dos 150 mil habitantes, incluindo dos concelhos de Pombal, Condeixa-a-Nova, Soure, Montemor-o-Velho, Cantanhede e até Mira, o que lhe confere um posicionamento que não responde apenas aos desafios criados pela Figueira da Foz. É um hospital que tem já carácter de serviço regional” – diz Pedro Machado.

“Este é um edifício antigo, que está a ser adaptado. Está em construção um bloco operatório, em obra até ao final de 2022, prevendo-se que venha a abrir no início de 2023. É um investimento que vai procurar dotar o hospital de uma valência que está diminuída, a par de uma ambição que é criar uma unidade de cuidados intensivos, que não existe” – acrescentou
“Desta visita, resultou também a necessidade de haver uma parceria mais estreita entre o Hospital e a Câmara Municipal na prestação dos cuidados primários de saúde. É fundamental um trabalho de rede nos cuidados primários, na prevenção e auscultação, que leve os cuidados de saúde primários e de envelhecimento saudável às populações das 14 freguesias, naturalmente, numa articulação com a Administração Regional de Saúde e com os hospitais centrais”, – conclui Pedro Machado.