Coimbra  20 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Associação Empresarial Serra da Lousã cria rotas para promover comércio

27 de Agosto 2021 Jornal Campeão: Associação Empresarial Serra da Lousã cria rotas para promover comércio

A Associação Empresarial Serra da Lousã (AESL) criou um conjunto de rotas para dar a conhecer o melhor que o concelho tem para oferecer e, desta forma, impulsionar o tecido empresarial e o comércio local.

“A AESL pretende desta forma divulgar aos lousanenses e a quem nos visita o que a Lousã tem para oferecer em termos comerciais. Com esse objectivo foram criadas três rotas – a ‘Rota do Comércio’, que conta com mais de 160 estabelecimentos de venda a retalho; a ‘Rota da Gastronomia’, que conta com cerca 50 estabelecimentos das áreas da restauração, cafés e snack bar; e a nossa ‘Selecção de Alojamentos’ com a identificação de mais 40 alojamentos na Lousã”, disse o presidente da Associação, Carlos Alves.

Esta iniciativa será divulgada através da distribuição de mais de cinco mil flyers por todos os estabelecimentos comerciais da Lousã e em locais estratégicos de maior procura turística, nas redes sociais e no site da AESL. Segundo Carlos Alves, “os primeiros flyers já foram distribuídos e esta campanha de promoção e divulgação dos estabelecimentos comerciais estará nas ruas até meados de Setembro”.

Esta campanha faz parte da estratégia de promoção e divulgação do “CompreCá” e, segundo o presidente da AESL, nos folhetos de divulgação das rotas estão inseridos QR Codes que possibilitam uma ligação directa ao site www.compreca.pt. De acordo com Carlos Alves, esta opção permite “conhecer de imediato mais de 100 lojas que aí apresentam os seus serviços e profutos”.

Integrada na estratégia de promoção do “CompreCá”, também se enquadra o projecto de formação acção, nas áreas da gestão da Inovação e Economia Digital, que segundo Carlos Alves, “para além de serem áreas pertinentes e actuais, dão uma resposta completa aos empresários com horas de consultadoria e com a formação que cumpre as 40 horas anuais obrigatórias pelo código do trabalho”.

“A AESL está muito atenta a todas as necessidades dos empresários e com todas estas iniciativas pretende estar cada vez mais próxima dos empresários e promover, cada vez melhor, o nosso território atraindo assim novos investidores”, afirmou Carlos Alves.