Coimbra  20 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Associação dos Cafés com História de Portugal nomeada para prémio europeu

30 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Associação dos Cafés com História de Portugal nomeada para prémio europeu

A Associação dos Cafés com História de Portugal, da qual faz parte o café Santa Cruz, de Coimbra, foi uma das seleccionadas para um prémio pelo Especial Interesse para o Desenvolvimento e Promoção do Turismo em Património Cultural, atribuído pela European Cultural Tourism Network.

A criação de uma rede entre Portugal e Espanha que estabeleça um itinerário de Cafés Históricos foi a proposta apresentada à “European Cultural Tourism Network” (ECTN) na secção “Transnational Thematic Tourism Products, including European Cultural Routes”, agora nomeada para um prémio nessa categoria.

“Os Cafés Históricos da Península Ibérica como exemplos (únicos) de património material, mas também marcos simbólicos do património imaterial das suas comunidades, foi a base da candidatura”, afirma a Associação, adiantando que “a forma como estes estabelecimentos têm conseguido manter vivos os seus negócios, as suas tradições, a sua monumentalidade, a sua identidade e a memória social ao longo de várias gerações foram algumas das vertentes assinaladas”.

Segundo a Associação, de que é presidente Vítor Marques (coproprietário do café Santa Cruz), “estes Cafés Históricos também têm incorporado novos conceitos culturais e comerciais para se manterem competitivos e atrativos face a novos modelos de negócio”.

A proposta da criação de uma Rede Ibérica de Cafés Históricos pretende “promover a discussão do conceito e a definição de Café Histórico, destacando a sua importância para o turismo sustentável, para o turismo cultural, para a promoção da gastronomia nacional e para evidenciar os aspectos e a competitividade”, nota.

Assim, promovendo e divulgando os Cafés Históricos localizados em Portugal e em Espanha, quer estejam localizados em cidades de maior dimensão quer estejam localizadas em cidades do Interior (nas ilhas ou em territórios de baixa densidade), poderão ser integrados nos circuitos turísticos locais. Este aspecto é “não só importante para alavancar as economias locais (especialmente em áreas demograficamente desfavorecidas) mas também porque o turismo cultural é fundamental para o crescimento e desenvolvimento da nossa economia”.

Vítor Marques considera que “integrar a lista de nomeados é um incentivo para prosseguir o trabalho que começou com a criação da rede nacional de Cafés Históricos e destaca, de entre outras actividades, a realização de um encontro europeu cujas actas foram publicadas este mês, sob o tema ‘Os Cafés Históricos como Património Cultural’”.

A Vítor Marques junta-se Fernando Franjo, jornalista e escritor espanhol, que tem desenvolvido extensa pesquisa sobre a história dos cafés em Espanha, tendo publicado o livro “50 Cafés Históricos de España e Portugal”.

O anúncio e entrega de prémios vai ter lugar no Encontro Internacional da ECTN , a decorrer no dia 22 de Outubro, na cidade de Rijeka, na Croácia.