Coimbra  25 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

“Fora do Sítio” vai inundar com arte as montras da Baixa de Coimbra  

3 de Março 2022 Jornal Campeão: “Fora do Sítio” vai inundar com arte as montras da Baixa de Coimbra   

“Fora de Sítio” é o nome de uma exposição, que na verdade são duas, que vai levar o teatro e as artes plásticas à Baixa de Coimbra até ao final do mês de Março.

A iniciativa é da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC), com o apoio da Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), e vai transformar as montras de cerca de três dezenas de espaços comerciais em pequenas galerias temporárias.

A primeira fase, de 4 a 15 de Março, tem a designação “Fora de Nós” e será uma digressão virtual do espectáculo “Mim”, parte do projecto “O Museu de Nós!”, que conta as histórias da vida dos membros do colectivo Sala T, um dos dois grupos de teatro da APCC. Serão exibidos um conjunto de objectos cenográficos construídos nesse âmbito, pequenas caixas que guardam objectos vários que ajudam a revelar aquelas narrativas e que serão acompanhadas de vários códigos QR, que permitirão assistir online ao próprio espectáculo.

Ao público caberá decidir se pretende ter a experiência em momentos diferentes ao longo do tempo da exposição, ou em contínuo, seguindo o percurso sugerido e que passa pela Rua Ferreira Borges, Praça do Comércio, Rua Visconde da Luz, Rua da Louça, Praça 8 de Maio e Rua da Sofia. Os espaços cujas montras receberão a exposição “Fora de Nós” serão A Brasileira, Ótica Lunette, Jorge Mendes, Multiopticas, Quebra Tour, Veludo Carmin, Coisas e Sabores, Farmácia Luciano & Matos e Café Sofia.

No dia 4 de Março, marcando o início da iniciativa “Fora de Sítio”, os elementos do Sala T irão visitar aqueles espaços, num momento em que estarão disponíveis para responder a qualquer questão da comunicação social. O ponto de encontro está marcado para as 10h30, junto à montra d’A Brasileira.

A partir do dia 16, arranca a segunda fase, com a designação “Fora de Mão”, dedicada ao trabalho realizado na área da Escultura na APCC. Até ao último dia do mês, as montras de um outro conjunto de espaços comerciais – que serão revelados, entretanto, – receberão várias obras criadas naquele contexto, com o objectivo de dar visibilidade ao processo artístico desenvolvido em sala.

Com “Fora de Sítio”, a APCC leva uma parte do trabalho que é realizado na Associação a lugares eventualmente inesperados e, consequentemente, a um público mais alargado. Constituindo a área artística uma parte importante da acção da instituição enquanto promotora da inclusão social, com actividades desenvolvidas nas áreas da música, teatro e artes plásticas, esta é também uma forma de intervir na comunidade, colocando em causa percepções e ideias pré-concebidas.