Coimbra  25 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Arganil apoia construção de reservatório de água para combate a incêndios

29 de Maio 2020 Jornal Campeão: Arganil apoia construção de reservatório de água para combate a incêndios

O combate a incêndios florestais ganhou uma nova frente de actuação em Arganil, com a construção de um reservatório de água com capacidade para 150 000 litros na localidade do Alqueve, em Folques.

Este reservatório foi construído no âmbito do programa ‘Fundo Recomeçar’, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

“Depois do incêndio de Outubro de 2017, que devastou grande parte do território concelhio, é determinante adoptar uma postura estratégica e preventiva, que nos permita manter em segurança as nossas populações e o nosso património florestal”, evidencia Luís Paulo Costa, presidente da Câmara Municipal de Arganil, que se fez acompanhar de Paulo Batista, presidente da Junta de Folques, na visita à nova infraestrutura.

O projecto “Alqueve em Segurança” resulta da candidatura apresentada pela Junta de Freguesia e conta com o apoio do Município de Arganil, tendo contemplado, além do reservatório, a construção de uma rede própria, totalmente independente da rede pública de água, que permitirá assegurar o abastecimento a 10 bocas de incêndio.

Totalizando um investimento global na ordem dos 52 000 euros, a construção do reservatório foi cofinanciada pelo ‘Fundo Recomeçar’ em cerca de 34 500 euros, tendo os restantes custos sido suportados pelo Município de Arganil e pela Junta de Freguesia de Folques.

Recorde-se que, no âmbito deste Fundo, foram destinados ao concelho de Arganil mais de 285 000 euros, distribuídos por 12 projectos de recuperação ambiental, reordenamento do território e diminuição do risco de incêndio.

152 000 euros para associações do concelho

A autarquia atribuiu, ainda neste mês de Maio, uma verba de 52 700 euros às associações culturais, desportivas e recreativas do concelho, com o propósito de apoiar o associativismo arganilense neste exigente papel de enfrentar os efeitos da pandemia de covid-19.

“Forçadas a cancelar praticamente todos os eventos e actividades que tinham programados, muitas das nossas associações e colectividades debatem-se com dificuldades de tesouraria, por não terem como suportar as despesas fixas”, aponta o autarca Luís Paulo Costa, convicto de que “este apoio vai permitir que as instituições ultrapassem as dificuldades imediatas e continuem a promover e dinamizar de forma fundamental o nosso concelho”.

Sem que esteja ainda a decorrer o prazo de candidatura aos apoios previstos no “Regulamento Municipal para a Concessão de Benefícios Públicos”, e consciente das dificuldades enfrentadas pelas associações, a autarquia decidiu adiantar o valor correspondente a 50 por cento da verba atribuída em 2019.

Esta antecipação da entrega da verba às associações e colectividades do concelho de Arganil foi aprovada na reunião de Câmara de 22 de Abril e está incluída no conjunto de medidas implementadas pela autarquia para fazer face aos efeitos da pandemia, que pretende ir ao encontro das necessidades e expectativas dos munícipes, empresas e instituições.