Coimbra  25 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Apresentação do livro “O que devo saber sobre tempestades de fogo” na FCTUC

28 de Fevereiro 2024 Jornal Campeão: Apresentação do livro “O que devo saber sobre tempestades de fogo” na FCTUC

A Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) realiza amanhã, dia 29 de Fevereiro, a apresentação do livro “O que devo saber sobre tempestades de fogo”.

A sessão de apresentação da obra, realizada no âmbito do projecto “FireStorm”, coordenado pelo professor Domingos Xavier Viegas do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) da FCTUC, terá lugar pelas 15h00, no Laboratório de Estudos sobre Incêndios Florestais do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CEIF/ADAI), no Aeródromo da Lousã.

Este evento contará com a presença da secretária de Estado da Protecção Civil, Patrícia Gaspar, do vice-Reitor para a Investigação da Universidade de Coimbra, João Ramalho Santos, do director da FCTUC, Edmundo Monteiro, do presidente da Escola Nacional de Bombeiros, Vítor Reis, do vice-presidente da Câmara Municipal da Lousã, Ricardo Fernandes, do comandante Sub-regional de Emergência e Protecção Civil da Região de Coimbra (ANEPC), Carlos Tavares, e do presidente do ForestWISE, Carlos Fonseca, bem como representantes do ICNF, da GNR, do IPMA e da AGIF.

“Esta obra, cuja apresentação ficará a cargo do presidente do Conselho Directivo do Centro de Estudos e Intervenção em Protecção Civil, Duarte Caldeira, foi redigida pelos investigadores do projecto e destina-se a facultar aos cidadãos comuns, mesmo sem grande preparação científica, um conhecimento geral sobre os processos que ocorrem nos grandes incêndios florestais que assolam Portugal e outros países. A edição técnica do livro esteve a cargo da LIDEL”, revela Domingos Xavier Viegas.

“No âmbito do projecto FireStorm foram desenvolvidos diversos estudos orientados a melhorar a compreensão dos fenómenos associados à ocorrência dos grandes incêndios, às condições meteorológicas que os favorecem, à sua rápida progressão e à dispersão do fumo, tendo em vista melhorar a nossa capacidade de os prever, evitar e combater com mais segurança. Os incêndios ocorridos em Portugal, em 2017, foram um objecto particular da investigação realizada”, conta o catedrático da FCTUC. Este projecto, coordenado pela ADAI, foi financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e teve a participação de investigadores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), da Universidade de Aveiro (UA) e do Instituto Superior Técnico (IST).