Coimbra  20 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Antiga Estação Elevatória do Parque aposta na divulgação de ciência

3 de Junho 2023 Jornal Campeão: Antiga Estação Elevatória do Parque aposta na divulgação de ciência

A Águas de Coimbra reestruturou o conceito do espaço que até aqui foi conhecido como Museu da Água, no Parque Dr. Manuel Braga. A agora designada Antiga Estação Elevatória do Parque (AEEP) é um espaço de conhecimento, participação pública e responsabilidade social, que aposta essencialmente na divulgação de conteúdos de base científica.

A antiga estação de captação de água, datada de 1922, continua a ser um espaço de encontro da Águas de Coimbra com a comunidade; o lugar onde a empresa municipal exerce a actividade de responsabilidade social, sensibilizando a população para a preservação da água, um recurso cada vez mais valioso e escasso.

Até ao dia 16 de Junho, está patente neste espaço a “EDURRIO – Educar para a preservação e sustentabilidade dos rios e ribeiras urbanas e dos seus recursos – da biodiversidade aos serviços do ecossistema”. Entre o Jardim Botânico e a Antiga Estação Elevatória do Parque estão instalados 28 painéis que revelam os ecossistemas das ribeiras escondidas de Coimbra, chamando a atenção do público para a necessidade da sua preservação.

Também no mês de Junho, entre os dias 1 e 24, a Antiga Estação Elevatória vai acolher o 28.º CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela. Através de uma parceria estabelecida com o Município de Seia, foi possível trazer a este espaço um dos mais singulares festivais de cinema em Portugal, de prestígio internacional, dedicado à temática ambiental.

No final de Junho, dia 30, a AEEP irá exibir a instalação “Cuidado! Invasoras Aquáticas!”, exposição científica desenvolvida pelo Museu de Ciências Naturais de Madrid, no âmbito do projecto Life INVASAQUA. Terá como propósito mostrar espécies aquáticas invasoras da Península Ibérica, o seu grau de ameaça à fauna e flora autóctones, bem como as consequências e o impacto ambiental, socioeconómico e sanitário que estas espécies causam.

A par desta programação, a AEEP continua a desenvolver o serviço educativo dirigido às escolas, recebendo centenas de alunos de dentro e fora do concelho de Coimbra, mas também deslocando-se aos estabelecimentos de ensino para dinamizar acções pedagógicas que ensinem os mais novos a utilizar a água de modo mais eficiente e sustentável.

Foi também no âmbito da reestruturação deste espaço de conhecimento que a Águas de Coimbra estabeleceu, há cerca de seis meses, um protocolo de colaboração com o Exploratório – Centro de Ciência Viva, que visa uma estreita colaboração na promoção da exposição Água – Uma Exposição sem Filtro.

Inaugurado a 22 de Março de 2007, este edifício tem, desde o início da sua actividade, uma missão de educação ambiental. Ali funcionou, recorde-se, a Provedoria do Ambiente e Qualidade de Vida Urbana, da Câmara Municipal de Coimbra, bem como um Centro de Interpretação Ambiental, com informação permanente sobre a qualidade do ar, do ruído, da água e do tráfego da cidade.

A recuperação da antiga estação de captação de água conseguiu preservar boa parte do património industrial que ali havia, como tubagens, alavancas, antigos contadores e outros equipamentos relacionados com o abastecimento de água.

Durante o mês de Junho, no âmbito da extensão oficial do 28.º Festival Internacional de Cinema Ambiental, a AEEP funciona de segunda a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.