Coimbra  19 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ansião: Concelho mantém tradição secular com a Feira dos Pinhões

27 de Janeiro 2017

Data do século XVII a Feira dos Pinhões de Ansião, uma tradição secular e que tem vindo a ser renovada e que vai ter destaque no concelho, este fim-de-semana.

Amanhã (28) e domingo (29) mais de 60 expositores vão ocupar a praça do Município para dar a conhecer os melhores produtos endógenos da região e onde não faltarão os protagonistas da festa: os pinhões.

No espaço da feira, os produtores locais apresentam aos visitantes os produtos típicos como as compotas e licores de Sicó, os doces, o famoso queijo do Rabaçal, o vinho, o mel e o azeite das Terras de Sicó, bem como os enchidos, o artesanato e, claro, as famosas fiadas de pinhões que captam a atenção de quem visita a feira.

O certame, que atrai cada vez mais pessoas, chegando aos milhares de visitantes só neste fim-de-semana, além da componente de promoção e divulgação do que melhor se produz no concelho, inclui, ainda, a animação cultural e musical que preenche estes dois dias de grande festa para os ansianenses.

A feira tem início às 09h00 de amanhã (28), contudo, a abertura oficial está marcada para essa tarde, pelas 15h30. A animação começa às 10h00 com o grupo de gaiteiros “Ca´Gaita”, de Avelar, a passear pelas ruas de Ansião. Também no sábado, as crianças terão uma atenção especial com pinturas faciais e modelagem de balões, das 10h00 às 12h00.

Depois da abertura oficial, o folclore toma conta da praça da Município, onde actuam o Rancho Folclórico Margaridas da Serra (15h30) e o Rancho Folclórico Flores da Serra da Lagoa Parada (16h00).

E como a cultura também faz parte do certame, às 17h00, no auditório municipal, o escritor Filipe Antunes dos Santos vai apresentar o seu livro “Na mochila dos 14 – Cartas com lágrimas”. À noite, pelas 21h00, é o teatro que preenche a programação, com a peça “Nem Louco, nem Morto”, do Teatro Olimpo, que celebra o 20.º aniversário da companhia e decorre no Centro Cultural.

Já o domingo fica reservado para a projecção nacional (e internacional) da Feira, através do já habitual programa da TVI “Somos Portugal”, que irá transmitir em directo da praça do Município, a partir das 12h15 e até às 20h00. Música e reportagens sobre o que de melhor há no concelho serão os principais ingredientes do programa, promovendo Ansião e a região de Sicó.

Aposta clara da autarquia na plantação do pinheiro manso

O Município de Ansião sabe o peso que este certame tem na economia local e, como tal, no ano passado, aprovou medidas para fomentar a plantação de pinheiros mansos de forma a “transformar, verdadeiramente, o pinhão num produto endógeno”. A ideia foi isentar as taxas de arborização e comparticipar na plantação do pinheiro, com entrega gratuita de 50 por cento no número total de exemplares a plantar, para plantações até 500 exemplares e, para mais de 500, entrega gratuita de 40 por cento no número total de exemplares a plantar.

A Câmara Municipal encontra-se, neste momento, a trabalhar em parceria com a Associação Florestal de Ansião para agilizar “mais este tipo de processos e incrementar apoios para estimular a plantação de pinheiro manso e a produção de pinhão”, refere Rui Rocha, presidente da Câmara Municipal, até porque, acrescenta, “apesar de há mais de um século se realizar a Feira dos Pinhões, o concelho não tem produção de pinhão”. A nível nacional, o pinheiro manso tem uma importância económica relevante, gerando entre os 50 e os 70 milhões de euros anuais.

Aquando do lançamento destas medidas, o édil destacou que “a produção e venda de pinhão tem para Ansião importância histórica e cultural, consubstanciada pela realização da secular Feira dos Pinhões, que o Município tem projectado muito além das fronteiras do concelho”, faltando, apenas, produzir mais e que “as pessoas olhem para o pinheiro manso como uma oportunidade”.

Promoção da marca “pinhão” passa pela doçaria

A estratégia de promoção e valorização do pinhão enquanto produto endógeno do concelho passa, também, pela sua utilização na gastronomia da região. Nesse sentido, a Câmara Municipal, em parceria com o Contrato Local de Desenvolvimento Social 3.ª Geração (CLDS 3G) e a Associação Empresarial de Ansião (AEDA), lançaram um concurso para criar “um novo produto identificativo na área da doçaria: o pastel de pinhão”, explica a autarquia.

O objectivo passa por “promover, premiar, valorizar e divulgar um pastel que se torne característico do concelho de Ansião, dinamizando assim igualmente o sector económico local”, além de que permite, simultaneamente, “sensibilizar a população para a importância estratégica dos produtos endógenos, em especial do pinhão”, realça.

O concurso esteve aberto a qualquer pessoa residente no concelho de Ansião e a estabelecimentos de panificação ou pastelarias com sede no concelho, tendo de apresentar um pastel, original e no qual o pinhão esteja obrigatoriamente incluído. A pesar na decisão dos jurados estiveram factores como a originalidade, o sabor e apresentação, bem como a viabilidade de comercialização do pastel, condições de conservação e durabilidade.

O grande vencedor, escolhido entre nove concorrentes, foi conhecido a 13 de Janeiro, depois do júri apreciar todos os pastéis candidatos, tendo sido eleito o pastel confeccionado pela Escola Tecnológica e Profissional de Sicó (ETP).

Ao anunciar o vencedor, o júri “destacou o sabor do pastel criado e o potencial de afirmação como produto genuíno identificador do concelho”.

A ETP recebeu embalagens próprias para comercialização do pastel, além de apoio na divulgação e promoção do produto e a cedência de um espaço na Feira dos Pinhões para promover a nova iguaria do concelho.

Para Rui Rocha, presidente da Câmara Municipal, o pastel vem “acrescentar valor à ementa típica de Ansião e da região de Sicó”, além de ser um “incentivo para incluir o pinhão noutros pratos servidos nos restaurantes do concelho”.

09 - Pastel pinhão - Sicó

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com