Coimbra  29 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ansião atrai com centenária Feira dos Pinhões

25 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Ansião atrai com centenária Feira dos Pinhões

Nestes dois dias, os roteiros vão, provavelmente, indicar uma paragem no concelho de Ansião. Por lá, e como todos os anos desde há vários séculos, os pinhões continuam a ser a principal atracção, numa verdadeira romaria que reúne, este ano, cerca de 80 expositores.

Este sábado (25) e domingo (26), a praça do Município e as ruas adjacentes acolhem milhares de pessoas que apreciam este fruto seco, cada vez com mais elevado valor comercial.

O certame é já uma referência no calendário do concelho e da região, sendo organizado pela Câmara Municipal, que investe forte para cativar as atenções de vários públicos. Por isso, nestes dois dias não faltará muita música, cultura, gastronomia, exposições, artesanato e produtos endógenos, uma forma de, também, ajudar a dinamizar a economia local.

“A Feira dos Pinhões é de extrema importância na afirmação do território e na valorização e promoção dos nossos produtos”, afirmou António José Diogo, presidente da Câmara Municipal de Ansião, destacando, ainda, a manutenção das tradições mas, também, a inovação que se tem vindo a imprimir ao certame.

A abertura oficial do evento está marcada para sábado ao início da tarde, no salão nobre dos Paços do Concelho, onde vão marcar presença figuras relevantes da política e da cultura do concelho, da região e do país.

No domingo, o destaque vai para o programa da TVI “Somos Portugal”, que transmitirá em directo de Ansião durante toda a tarde.

Ainda integrado no programa estão diversas associações, grupos e colectividades do concelho que, ali, terão um palco para mostrarem os seus talentos, nos mais variados géneros de arte: música, dança, teatro, etc.

A Feira dos Pinhões representa um investimento de cerca de 40 000 euros, um valor que o autarca de Ansião considera necessário e que “tem retorno, na medida em que atrai milhares de pessoas ao concelho”, conclui.