Coimbra  17 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Anadia vai implementar Centro Municipal de Operações De socorro

8 de Março 2022 Jornal Campeão: Anadia vai implementar Centro Municipal de Operações De socorro

O Município de Anadia e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA) formalizaram, no passado sábado (5), o protocolo para a implementação do Centro Municipal de Operações de Socorro (CMOS).

O serviço funciona nas instalações do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Anadia 24 horas por dia, sete dias por semana. Para o efeito, foi criada uma linha de emergência denominada de “Anadia

Segura”, com o número 808 231 112. Esta linha tem como objectivo a recepção, o tratamento e o encaminhamento de todos os pedidos de socorro e/ou de colaboração efectuados pelos munícipes e, caso se revele necessário, accionará as Forças de Segurança, Protecção e Socorro, bem como os demais serviços com responsabilidade no concelho de Anadia.

O Comandante do Corpo de Bombeiros de Anadia, Bruno Almeida, sublinhou “a relevância” desta resposta em prol da comunidade, por forma a dar uma resposta mais célere e eficaz às necessidades das populações.

A presidente da Direcção da AHBVA, Isabel Silva, destacou a importância desta parceria, deixando um agradecimento ao Município pelo apoio que este tem dado à Associação.

O 2.º Comandante Operacional Distrital do CDOS de Aveiro, José Carlos Pinto, classificou o momento de “especial”, tendo em conta “as sinergias que se conseguiram congregar para a implementação desta resposta que concentra um conjunto de serviços”, considerando ainda que “este é o caminho que deve ser seguido e replicado por outros concelhos para que haja uma prestação de socorro mais célere”.

A presidente da Câmara Municipal, Maria Teresa Cardoso, salientou que o CMOS é um “serviço relevante” para o concelho de Anadia, “dando uma resposta, no âmbito da protecção civil, numa outra vertente à qual o Município tem dado resposta dentro daquilo que é possível”. “Entendemos por bem juntar estas sinergias, criando assim uma única linha de resposta à população”, acrescentou.

“Queremos que a população tenha um número para onde possa ligar e tenha a certeza que existe uma resposta. Pretende-se assim dar uma resposta de uma forma mais eficaz, mais próxima e mais eficiente”, adiantou ainda. Maria Teresa Cardoso deixou uma palavra de agradecimento à AHBVA pela disponibilidade e abertura em acolher este serviço.

O protocolo prevê que o Município de Anadia atribua uma comparticipação financeira anual de 76.380,00 euros para apoiar o funcionamento do Centro Municipal de Operações de Socorro, disponibilizando ainda um veículo polivalente, devidamente equipado e demais logística para a operacionalização do serviço de resposta.

Da parte da AHBVA, serão disponibilizados os recursos humanos, com formação adequada, a afectar ao funcionamento do Centro e ao piquete de intervenção, denominado de Piquete de Resposta Municipal.

Ainda neste âmbito, foi entregue aos 10 presidentes de Junta de Freguesia do concelho, um kit da Protecção Civil Municipal, bem como um dístico a todos os elementos que integram o Corpo de

Bombeiros. Na ocasião, foi também benzida a nova ambulância para o transporte de doentes não urgentes (ABTM) comparticipada na íntegra pelo Munícipio de Anadia, num investimento que rondou os 50 mil euros.