Coimbra  28 de Julho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ampliação do jardim do Penedo da Saudade já tem anteprojecto

27 de Junho 2021 Jornal Campeão: Ampliação do jardim do Penedo da Saudade já tem anteprojecto

O Executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai analisar e votar, na sua reunião de amanhã, a aprovação do anteprojecto de ampliação do jardim do Penedo da Saudade, que prevê a criação de um parque urbano na encosta que se estende até à rua Infanta Dona Maria. O estudo prévio para esta intervenção, que foi aprovado na reunião de Câmara de 26 de Abril, define como objectivo estratégico reforçar a utilização pública deste espaço ímpar da cidade, através da criação de novas áreas verdes, construção e reabilitação de caminhos, espécies vegetais, infraestruturas e mobiliário urbano. Esta obra conjuga-se com o projecto que a autarquia já aprovou para requalificar a entrada do Penedo da Saudade, pela avenida Marnoco e Sousa, através da criação de uma praça de recepção mais verde e de um quiosque com esplanada, para além da reconfiguração da via e do estacionamento rodoviário.

O Penedo da Saudade é um jardim e miradouro da cidade de Coimbra, construído em 1849, que se encontra voltado a Sul e a Nascente e é limitado, a Norte e a Poente, pela avenida Marnoco e Sousa. Esse jardim integra uma extensa encosta que se prolonga até à rua Infanta Dona Maria, e que irá acolher um novo parque urbano no âmbito desta intervenção. O objectivo passa por requalificar esta encosta de forma a integrar o actual jardim, possibilitando o acesso generalizado à totalidade da área do parque e fomentando o uso deste espaço por um maior número de pessoas, criando soluções que assegurem a segurança de todos.

Entretanto, depois da aprovação do estudo prévio, os serviços municipais executaram os trabalhos de limpeza criteriosa, que permitiram identificar melhor as plataformas, os taludes e os percursos pré-existentes e foi ainda complementado o levantamento topográfico que tinha sido utilizado na elaboração do estudo prévio. Com estes novos elementos, foi possível redefinir os percursos e as zonas de estadia, os sistemas de drenagem, bem como a localização da iluminação pública e o mobiliário urbano. A solução prevista no estudo prévio evoluiu, assim, para uma alternativa de projeto mais adaptada à morfologia do terreno e à localização das espécies vegetais a preservar.

A intervenção é, assim, constituída por obras de reabilitação e obras de construção de raiz. As obras visam reabilitar e complementar a rede de caminhos pedonais que permitem a fruição da encosta, o sistema de drenagem e infiltração de águas pluviais, o sistema de iluminação dos percursos e o mobiliário urbano; executar percursos elevados em relação ao terreno, com mistura de madeira e metal, que viabilizem ligações a partes mais declivosas da encosta; reabilitar e complementar o mobiliário urbano; assegurar as condições de acesso ao terreno que permitam a execução das obras e dos trabalhos de manutenção; e criar condições para o controlo das espécies vegetais infestantes, para selecção criteriosa de árvores e para o reforço de plantações e sementeiras. A intervenção tem um valor estimado de 224.495 mil euros, acrescido de IVA à taxa legal em vigor.

Recorde-se, ainda, que esta intervenção se conjuga com a requalificação da avenida Marnoco e Sousa, cujo processo já se encontra em curso. O objectivo da autarquia é valorizar o património do Penedo da Saudade e promover este parque urbano como um destino de eleição para todos os que vivem ou visitam a cidade. A requalificação deste espaço pretende trazer uma nova vivência a este local, reforçar a segurança e a iluminação pública e promover uma boa circulação rodoviária, designadamente melhorando o desempenho dos transportes públicos. A obra passa pela criação de uma praça de receção mais verde e de um quiosque com esplanada, para além da reconfiguração da via e do estacionamento rodoviário.

Refira-se, ainda que, há pouco mais de um ano, a autarquia começou a intervir nalguns passeios da avenida Marnoco e Sousa, de forma a melhorar as acessibilidades pedonais à zona do Penedo da Saudade, aumentando a segurança, o conforto e eliminando barreiras a pessoas com mobilidade reduzida, nomeadamente o acesso a portadores de cadeira de rodas ou carrinho de bebé.