Coimbra  13 de Julho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ajuda em Acção une-se a designer de moda pelo empoderamento feminino

8 de Março 2024 Jornal Campeão: Ajuda em Acção une-se a designer de moda pelo empoderamento feminino

Como forma de assinalar o Dia Internacional da Mulher, o projecto Ajuda em Acção uniu-se à designer de moda Roselyn Silva. O objectivo é criar momentos de partilha e de aprendizagem junto dos participantes do seu programa de costura. Deste modo, será promovido o empoderamento e empreendedorismo feminino em comunidades em situação de vulnerabilidade social.

Na sessão, Roselyn Silva vai partilhar um pouco da sua experiência profissional no que diz respeito ao processo de criação de uma colecção de roupa, desde a inspiração à concretização da mesma. “Pensámos que seria uma boa forma de motivar e capacitar os participantes do nosso curso de costura, na sua grande maioria também mulheres, enaltecendo o grande trabalho de uma outra mulher”, revela a Directora de Marketing e Angariação de Fundos da Ajuda em Acção em Portugal, Linda Morango.

A este respeito, Roselyn Silva orgulha-se de apoiar a fundação, – da qual é embaixadora -, e promete contribuir para que mais mulheres possam vir a ser protagonistas do seu próprio futuro. “Tem sido um privilégio poder partilhar a minha experiência pessoal e profissional e saber que estamos a fazer a diferença na vida destas pessoas e também da comunidade em que se inserem”, sublinha a designer de moda.

De acordo com o projecto, esta sessão “é mais um passo no processo de formação destas pessoas na área de costura que a Ajuda em Acção tem vindo a promover com o seu programa no espaço Jovem Despertar, em Camarate, Loures”. Do curso fazem, actualmente, parte 19 mulheres e um homem. Ainda este mês, a fundação vai também lançar uma campanha global nas suas redes sociais, com o intuito de alertar para as desigualdades de oportunidades entre homens e mulheres.

“#EuSouEla vive de histórias reais e quer colocar a sociedade a reflectir sobre números ainda muito expressivos e preocupantes, como 63% entre 763 milhões de adultos que não sabem ler nem escrever são mulheres, e 1 em cada 5 meninas não vai à escola”, remata o projecto.

Cátia Barbosa (Jornalista do “Campeão” no Porto)