Coimbra  27 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Águas de Coimbra investe em Centro de Comando e Controlo e em nova viatura

1 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Águas de Coimbra investe em Centro de Comando e Controlo e em nova viatura

No Dia Nacional da Água, hoje, a empresa municipal Águas de Coimbra deu a conhecer os seus mais recentes investimentos: um Centro de Comando e Controlo, a partir do qual se monitorizam todas as infraestruturas de água e saneamento, e uma nova viatura para operações de saneamento.

O novo espaço, que contou com um investimento de 330 000 euros e está equipado com tecnologia de ponta, já foi visitado pelo presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, tendo constatado que o mesmo dispõe de “uma solução de gestão avançada que reúne toda a informação disponível sobre cadastro das redes de água e saneamento, viaturas e equipamentos, activos e infraestruturas, documentos e comunicações, avarias e ordens de trabalho, clientes e alarmística”, revela a Águas de Coimbra, adiantando que “desta forma, torna-se possível avaliar o estado das infraestruturas em tempo real e, até, operar sobre elas à distância”.

O centro inteligente agrega, ainda, as ferramentas informáticas que, até aqui, funcionavam em três zonas diferentes da empresa municipal. Áreas que não tinham qualquer ligação entre si, funcionavam com base em postos de trabalho individuais e com dificuldade na partilha de informação para efeitos de análise e intervenção.

Já o Centro de Comando e Controlo permitiu, num espaço único, instalar dois postos de operação directamente relacionados com um ‘videowall’, seis postos de apoio, um espaço de reuniões informais, um espaço de impressora/arquivo e um gabinete para a coordenação de todo o espaço. Assim, o que se conseguiu foi “reduzir o consumo energético em 25 por cento e, acima de tudo, melhorar os níveis de eficácia e de eficiência na resposta às mais diversas ocorrências relacionadas com os sistemas de água e saneamento”.

“A criação deste centro nevrálgico de informação era essencial para a Águas de Coimbra manter os níveis de desempenho e a qualidade dos serviços públicos essenciais que presta aos munícipes”, nota a empresa.

Operações de saneamento contam com nova viatura

Neste Dia Nacional da Água, a empresa municipal apresentou, ainda, uma nova viatura pesada que opera na limpeza e desobstrução de fossas e colectores de águas residuais ou pluviais. O equipamento que dá apoio à equipa operacional de saneamento, consegue aspirar e limpar, para além de estar apetrechado com um sistema inovador de reciclagem.

“Após o desgaste inerente a um milhão e meio de horas de operação da anterior viatura, a Águas de Coimbra investiu cerca de meio milhão de euros na aquisição de um novo equipamento, com um sistema mais completo e eficaz, para dar apoio à actividade da equipa operacional de saneamento”, revela.

O novo camião já circula nas ruas e tem uma utilização diária intensiva, dando resposta às necessidades de aspiração, limpeza e desobstrução de fossas e colectores.

Nova campanha chama a atenção para a importância da água

Pensar a “dimensão social da água em contexto de pandemia” é, para a Águas de Coimbra (AC), a reflexão que se deve fazer neste Dia Nacional da Água, que se assinala hoje.

A empresa municipal sublinha que esta efeméride é “sempre uma oportunidade para reflectir e sensibilizar sobre a importância deste recurso tão valioso e escasso”, que, em 2020, e em plena pandemia, a mensagem da Águas de Coimbra “vai para além da dimensão ambiental da água, e salienta, também, o seu valor social”.

Este Dia especial é, igualmente, o motivo para apresentação da renovada campanha institucional da Águas de Coimbra, cujas mensagens são: “Águas de Coimbra – A Água que nos une” e “Águas de Coimbra – A Água que nos dá vida” -, inspiradas em “valores e conceitos que ressaltam de um período atípico, marcado pelos efeitos sociais, económicos, ambientais e humanitários da pandemia”.

Segundo a AC, “foi perceptível, durante o período de confinamento obrigatório, a importância extrema que os serviços públicos essenciais – como é o caso do abastecimento de água e da drenagem de águas residuais -, têm na vida dos cidadãos e, mais do que nunca, foi importante assegurar a confiança, não só na qualidade da água fornecida, como também na qualidade e continuidade dos serviços. Por essa razão, a actual campanha de comunicação se sustentou nos conceitos de ‘união’, ‘solidariedade’, ‘humanidade’, ‘confiança’, ‘saúde’, ‘higiene’, representados em ícones que foram integrados na nova imagem gráfica”.

A campanha começou a ser apresentada em pequenos meios, no segundo trimestre do ano, mas a sua apresentação nos grandes meios concretiza-se esta semana.

Sensibilização e exposições retomam a possível normalidade

Agora cumprindo as normas exigidas pelas autoridades de saúde, o Museu da Água, no Parque Manuel Braga, tem vindo a regressar à normalidade possível, depois de a pandemia ter obrigado “ao

cancelamento de inúmeras acções de incentivo ao consumo de água da torneira e de sensibilização ambiental”, refere a empresa, responsável pelo espaço.

A empresa, no âmbito das iniciativas para o público, retomou-as no final do mês de Setembro, tendo marcado presença, com a sua “Aquavan” em dois torneios nacionais de padel, realizados em Coimbra.

“Salvaguardando o cumprimento das regras de segurança sanitária, acreditamos poder retomar, a médio prazo, algumas destas iniciativas de comunicação e educação ambiental dirigidas à comunidade”, nota.

Já o Museu da Água de Coimbra vai contar, a partir de hoje, com a exposição de pintura, fotografia e escultura “Amnion”, da autoria de Juan Domingues, Victor Murta e Pedro Figueiredo. A mostra será inaugurada, exclusivamente, online, nas páginas de Facebook do Museu e da Águas de Coimbra, esta tarde, pelas 17h00.

Como habitualmente, o Museu continuará a promover “um vasto programa educativo dirigido às escolas”.