Coimbra  29 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Agricultores de Coimbra denunciam falta de sementes

6 de Abril 2020 Jornal Campeão: Agricultores de Coimbra denunciam falta de sementes

A Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO) denunciou a falta de sementes na região devido à pandemia de covid-19, que pode comprometer as sementeiras desta época, e incitou o Governo a tomar medidas.

“A semente para a produção de milho está a faltar e se não forem tomadas medidas concretas a produção de milho nacional estará em risco”, revelou a associação, acrescentando que “a semente Pioneer, que é uma das mais usadas, e que tem a produção de sementes para a Europa localizada na Itália, está a faltar no mercado português”.

A ADACO referiu, ainda, que a produção de arroz “também está em risco para os produtores que têm produção integrada, pois têm de ter por cada hectare 60 por cento de semente certificada, que está a faltar”. “Para os outros produtores de arroz, que em média guardam 70 por cento de sementes da sua produção para a próxima cultura, mesmo assim também vão ter problemas com as suas sementeiras”, advertiu.

A associação exorta o Governo e o Ministério da Agricultura a “tomar medidas urgentes e a diminuir as percentagens da obrigatoriedade do uso de sementes certificadas, para números adequados à semente certificada existente”.

A ADACO fala ainda na falta de matéria-prima na indústria para o fabrico de factores de produção, nomeadamente rações para animais que, a curto prazo, podem colocar problemas aos produtores de gado.

“A este ritmo vai acontecer que a breve prazo também não vai haver matéria-prima para o fabrico de herbicidas, pesticidas”, entre outros, salientou a Associação.