Coimbra  21 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

AESL contra o fim de apoios às empresas afectadas pelos incêndios

19 de Agosto 2019

A Associação Empresarial Serra da Lousã (AESL) demonstrou, hoje, a sua surpresa e descontentamento com o término dos apoios excepcionais para a contratação de recursos humanos nas empresas dos concelhos afectados pelos incêndios.

Estes seriam apoios aprovados por um período de três anos, ou seja, desde 2017 até ao final do ano de 2020, sendo que o tecido empresarial iniciou um processo de contratação de recursos humanos com a segurança de que teria ajuda até ao final do próximo ano.

Segundo Carlos Alves, presidente da AESL, é uma “surpresa” esta decisão, tomada de forma muito “subtil, sem qualquer aviso ou informação prévia, a 07 de Junho de 2019 é publicada pelo Governo, Ministro das Finanças, Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, a Portaria n.º 178/2019, estabelecendo o término dos apoios para 31 de Julho de 2019”, ou seja, um ano mais cedo do que seria suposto inicialmente.

O presidente afirma ainda que “estas alterações têm um enorme impacto negativo nas empresas, prejudicando o planeamento de recursos humanos bem como todo o seu funcionamento”.

A AESL refere que “estas mutações não vão ao encontro daquilo que foi definido em 2017 e que, de forma tácita, vieram comprometer e prejudicar a actuação das empresas”.

Carlos Alves conclui apelando aos governantes que reavaliem esta decisão.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com