Coimbra  21 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Adolescentes feridos em explosão em ‘bungalow’ estão internados em Coimbra

2 de Julho 2021 Jornal Campeão: Adolescentes feridos em explosão em ‘bungalow’ estão internados em Coimbra

Os dois adolescentes espanhóis que hoje ficaram gravemente feridos numa explosão num parque de ‘bungalows’ na Burinhosa, em Alcobaça, estão clinicamente estáveis, informou o Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

Os dois adolescentes, de 14 anos, foram transportados para o Hospital Pediátrico do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, “ambos com queimaduras de 2.º grau, encontrando-se clinicamente estáveis”, confirmou o hospital à agência Lusa.

Os dois adolescentes foram vítimas de uma explosão ocorrida às 05h00 de hoje, num ‘bungalow’ (casa de madeira) no Land’s Hause Bungalows, na Burinhosa, na freguesia de Pataias, no concelho de Alcobaça.

Em declarações à agência Lusa, o comandante dos bombeiros de Pataias, Leandro Bernardino, afirmou que a explosão aconteceu quando “acenderam a luz” no ‘bungalow’, onde existiria uma fuga de gás.

Contactada pela Lusa, a Polícia Judiciária (PJ) de Leiria, que investiga as circunstâncias em que ocorreu a explosão, considerou não haver indícios de crime.

“Ainda não está concluído o relatório de inspecção, mas tudo aponta para a não existência de indícios de crime e para que se possa ter tratado de um acidente”, disse à Lusa o coordenador da PJ de Leiria, Fernando Jordão.

Da explosão resultaram ainda ferimentos ligeiros noutros dois adolescentes, da mesma idade e nacionalidade, que foram assistidos no Hospital Distrital de Leiria, para onde as quatro vítimas foram inicialmente transportadas.

A explosão provocou ainda avultados danos no ‘bungalow’, cujas paredes rebentaram.

A Lusa tentou obter mais esclarecimentos junto do Land’s Hause Bungalows, mas a administração recusou prestar declarações e não respondeu às questões enviadas por e-mail.

No local da explosão estiveram seis veículos e 12 operacionais dos bombeiros de Pataias e de Alcobaça, a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do hospital de Leiria e uma patrulha da GNR.