Coimbra  23 de Abril de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Administração do Hospital da Figueira da Foz foi reconduzida por mais três anos

25 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Administração do Hospital da Figueira da Foz foi reconduzida por mais três anos

A administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF) foi nomeada, na terça-feira (23), para um novo mandato, depois de o último ter cessado a 31 de Dezembro de 2020.

Manuel Teixeira Veríssimo (presidente), Maria Susana Magalhães (vogal executiva com funções de directora clínica), Ana Raquel Andrade (vogal executiva) e Rui Miguel Cruz (vogal executivo com funções de enfermeiro director) vão continuar nos cargos durante os próximos três anos.

Recorde-se que o HDFF registou, esta terça-feira (23), 35 pessoas internadas com covid-19, menos de metade do que no início do mês, disse à agência Lusa fonte da unidade hospitalar.

Segundo a instituição, no pico da terceira vaga pandémica, na última semana de Janeiro e primeiras de Fevereiro, o Hospital chegou a ter 74 internados com covid-19.

A unidade hospitalar transferiu, “por motivos de gestão de internamento, oito doentes com o novo coronavírus – quatro para o Centro de Saúde Militar de Coimbra, três para o espaço Naturidade, em Porto de Mós, e um para a Fundação Sophia, em Coimbra – e nove doentes não covid-19 para o Hospital de Cantanhede”.

Com o desagravamento da situação, o HDFF baixou da fase 4 (crítica) para a fase 3 (grave), no dia 16 de Fevereiro. Segundo a instituição, a actividade cirúrgica programada esteve condicionada apenas aos doentes prioritários e urgentes, tendo-se realizado as cirurgias inadiáveis.