Coimbra  28 de Fevereiro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

“Académica Start UC” já tem 26 novos embaixadores

20 de Setembro 2018

Os 26 embaixadores com o reitor, João Gabriel Silva, o vice-reitor, Amílcar Falcão, e uma representante do Santander, entidade parceira do programa

 

Adquirir competências na área do empreendedorismo e viver experiências que não se têm na vertente curricular é o principal objectivo do programa “Académica Start UC”, cuja 3.ª edição arrancou, hoje, com a tomada de posse dos seus 26 embaixadores.

A iniciativa “Académica Start UC – Rede de Embaixadores para o Empreendedorismo” é um projecto de sensibilização, educação e formação dos estudantes da Universidade de Coimbra para a inovação e empreendedorismo, criado 2016 pela UC e pela Associação Académica de Coimbra (AAC), tendo como base os 26 núcleos de estudantes da AAC.

Pelo terceiro ano consecutivo são 26 os embaixadores empossados, representantes de cada um dos núcleos, que terão agora a missão de promover o projecto e “contagiar” potenciais empreendedores.

Amílcar Falcão, vice-reitor da UC, afirmou que este é um projecto “que permite adquirir conhecimento e a troca de experiências, além de ter a capacidade de potenciar o futuro dos participantes”.

E os números não mentem. Segundo o responsável, nas duas primeiras edições deste programa contam-se 52 embaixadores, que conseguiram captar a atenção de 67 alunos empreendedores; 66 eventos realizados nos quais participaram mais de 7 500 pessoas e 430 parceiros, “números elevados face ao tema em questão”, sublinhou.

As perspectivas para esta terceira edição são, por isso, bastante boas, esperando a UC que os 26 novos embaixadores consigam chegar a 50 empreendedores, realizar cerca de 20 eventos e conquistar perto de 100 parceiros.

Entre os objetivos do “Académica Start UC” estão “a sensibilização, educação e formação dos estudantes da instituição para a inovação e empreendedorismo; a criação de uma rede de estudantes embaixadores para estes desígnios; o envolvimento de parceiros complementares no projecto; e a promoção da mudança de atitudes, valores e comportamentos mais empreendedores e abertos, da colaboração em projectos de inovação, do uso de novas ideias e tecnologias, e da tomada de risco e combate ao estigma do fracasso”, adianta a Universidade.

Com uma sala repleta de alunos, os 26 novos embaixadores tomaram posse, perante a presença do presidente da Associação Académica de Coimbra (AAC), Alexandre Amado, que se congratulou pelo facto de o projecto ter ultrapassado as expectativas iniciais.

“Os objectivos foram todos alcançados e ultrapassados e agora é necessário consolidar o projecto”, notou, acrescentando que este “é um exemplo claro de que esta Universidade tem 729 anos mas está virada e preocupada com o futuro e em criar caminhos”.

O sucesso do “Académica Start UC” é, também, “um sinal muito positivo para o exterior de que a Universidade está preparada, até pelo reconhecimento que o projecto já teve da Secretaria de Estado da Indústria”.

Alexandre Amado deixou, agora, o futuro “nas mãos dos novos embaixadores”, convidando-os a promover o espírito do programa onde estão incluídos “a criatividade, a inovação, o pensamento livre e sem complexos”.

João Gabriel Silva, reitor da UC, usou da palavra para elogiar o programa, “que só teve sucesso porque corresponde a algo que faz sentido na sociedade”, sublinhando que, hoje, “já não há empregos para a vida” e que, por isso, “é necessário ter iniciativa, adquirir competências para se poder ter o destino nas próprias mãos”.

“Esta iniciativa é sentida pelos estudantes como algo importante e muito pessoal, que os ajuda a crescer e a desenvolver, a abrir horizontes”, concluiu.

No final desta terceira edição, dois dos embaixadores vão ter a oportunidade de “estagiar” duas semanas numa instituição de ensino norte-americana, que é uma referência na área do empreendedorismo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com