Coimbra  28 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

“A gravidade de um pássaro” estreia em Coimbra

28 de Setembro 2021 Jornal Campeão: “A gravidade de um pássaro” estreia em Coimbra

A Escola da Noite acolhe no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, a estreia da nova criação de Joana Pupo e Pepa Macua designada “A gravidade de um pássaro”.

Este espectáculo cumprirá em Coimbra uma temporada de quatro sessões, entre 30 de Setembro e 1 de Outubro, de quinta a sábado, às 19h00, e no domingo às 16h00.
As criadoras definem o espectáculo como “um projecto teatral sobre o enraizamento, o corpo migrante e a necessidade de auto-construção permanente”.

Guiadas pelas perguntas “Como é que nos ligamos à terra? O que acontece quando partimos?”, as duas criadoras efectuaram uma pesquisa sobre histórias reais de migração, criando “uma peça onde se indaga o aspecto paradoxal do corpo na vida e as formas como habitamos o corpo e o mundo”.

“Apela-se a um tratamento do corpo como veículo de ligação ao outro e de auto-reinvenção permanente”, acrescentam as actrizes e encenadoras.

A partir de histórias reais de migração de Anouar Ben Janaf, Candy Toma Paulus, Caroline Bergeron, Jaime Mears, Jeff Childs, João David Batista, Laura Afonso, Manuela Tavares, Mariema, Pacas, Sohel Rahman e Sunil Pariyar, Joana Pupo e Pepa Macua utilizam a acrobacia e o método Suzuki para actores como “ferramentas de leitura e reinvenção destes materiais”.

Entre outras referências, as criadoras apontam como “bússolas importantes para a criação” a peça “Can We Talk About This”, dos DV8 Phisical Theatre; as instalações da artista plástica Shiota Chiharu; o texto “Da Hospitalidade”, do filósofo Jacques Derrida; e a poesia de A. Ramos Rosa em “A Construção Do Corpo”.

O processo de construção do espectáculo teve início em Julho de 2020 e culmina agora, com a residência de duas semanas e estreia no Teatro da Cerca de São Bernardo. Da equipa de criação fazem ainda parte a actriz e encenadora argentina Ana Woolf (Odin Teatret), na co-encenação e na dramaturgia, Marcos Aganju na banda sonora e sonoplastia, Ana Limpinho na cenografia, Mafalda Oliveira no desenho de luz e Tiago Hespanha no vídeo.

Os bilhetes para o espectáculo custam entre cinco e 10 euros e podem ser reservados pelos contactos habituais do Teatro ou comprados na ticketline.