Coimbra  17 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

A Casa do Pai Natal está instalada na Figueira da Foz

30 de Novembro 2018

Diz-se que na Lapónia, de onde é originário o Pai Natal, ainda não há neve, por isso, a personagem mais emblemática desta época “muda-se” para o largo de Dr. Melo Biscaia, na Figueira da Foz, onde até dia 24 de Dezembro terá a sua casa.

A magia do Natal regressa, assim, à cidade da foz do Mondego, com as iniciativas habituais desta época a passarem para o largo perto da Fonte Luminosa, depois da tempestade ‘Leslie’ ter danificado parte do Jardim Municipal onde, normalmente, se desenrolam estas actividades. Contudo, a autarquia considerou “importante manter algumas iniciativas que marcam esta quadra natalícia, quer numa perspectiva de maior proximidade com o comércio tradicional, quer mantendo a magia que caracteriza esta época”.

Entre hoje e 24 de Dezembro, das 11h00 às 18h30, a Câmara Municipal da Figueira da Foz, a Junta de Freguesia de Buarcos e São Julião, em parceria com a Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz (ACIFF), realizam o evento “A Casa do Pai Natal”.

O recinto estará decorado a rigor para, além da habitação do velho conhecido, albergar, ainda, a ‘Estação do Pai Natal’ com um comboio infantil e de acesso gratuito; a ‘casinha solidária’, onde serão angariados brinquedos para as crianças carenciadas; a ‘casinha das artes’ que vai acolher diversos ateliers para as crianças, desde pintura, a modelagem, tecelagem e origami, promovidos pela Magenta. No espaço estarão, também, instaladas mais duas ‘casinhas’ dedicadas ao artesanato e/ou instituições locais. Além disso, as crianças poderão brincar nos vários insufláveis, que funcionam durante os fins-de-semana.

A Marefoz, no âmbito do seu projecto educativo “SERMARE”, e a Biblioteca Municipal de Pedro Fernandes Tomás, vão promover o “Natal dos Oceanos”, uma iniciativa que permite a concretização de um conjunto de actividades lúdico-pedagógicas capazes de explorar a história, a tradição gastronómica e a cultura do trabalho piscatório e salineiro da Figueira da Foz.

Neste caso, o objectivo é “transmitir a importância do oceano para a cultura portuguesa, nomeadamente, durante a época natalícia através do consumo do bacalhau como tradição gastronómica na ceia de Natal”, revela a organização do evento. A personagem principal desta actividade será, por isso, o bacalhau, tendo como ponto de partida o conto da história “O peixe que perdeu a cabeça”. autoria de Paulo Trincão, e posteriormente a realização de diversas actividades. A problemática da sobrepesca e a importância do consumo sustentável do pescado, as adaptações fisiológicas dos peixes à vida aquática e, por último, a destreza manual e a criatividade são outros dos temas a abordar nesta iniciativa.

À semelhança de outros anos, irá decorrer, ainda, o passatempo de montras, o sorteio de Natal, fruto da parceria com a ACIFF, bem como a eleição do ‘Melhor Bolo Rei de Natal’ (15 de Dezembro, pelas 11h00, no Mercado Municipal).

No espaço, e porque o tempo frio assim o pede, haverá locais de venda de castanhas quentinhas e muitos doces.

A Parada do Pai Natal, os concertos de Natal (02, 09 e 16 de Dezembro) e a inauguração das iluminações decorativas, prevista para amanhã (30), a partir das 17h30, serão outro dos momentos altos da programação natalícia da Figueira da Foz.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com