Coimbra  8 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Projectos inovadores na área da saúde da UC vencem “Inov C”

14 de Março 2019

O método inovador “Ineye”, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) e o projecto “Sleep Apnea ID”, do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) da UC, foram os vencedores da ‘Bolsa de Prova de Conceito’, atribuída pelo projecto “Inov C”.

Os prémios, no valor total de 100 000 euros, distribuídos equitativamente pelos dois vencedores, pretendem “incentivar os promotores dos projectos de Investigação & Desenvolvimento a explorar o potencial comercial dos mesmos, valorizando os resultados científicos que possam ser alvo de licenciamento ou de constituição de uma ‘spin-off’ de base tecnológica num prazo de um ou dois anos”, revela a organização da iniciativa”.

Na selecção dos projectos, o “Inov C 2020” teve em consideração o grau de inovação tecnológica e o potencial comercial das propostas, com vista à validação de conceitos teóricos, através de testes e protótipos, que possam elevar as tecnologias para os níveis 4 e 5 na escala “Technology Readiness Levels”.

Para Amílcar Falcão, reitor da Universidade de Coimbra “é fundamental facilitar a transferência da tecnologia mais inovadora para o tecido empresarial, de forma a garantir sua a aplicabilidade e utilidade para a população”. “Tanto o projecto ‘InEye’ como o ‘Sleep Apnea ID’ resultam de actividades de I&D com potencial de mercado, correspondendo a soluções efectivas na área da saúde, nomeadamente nos campos da oftalmologia e dos distúrbios do sono”, adiantou o líder da UC, sublinhando que os dois reforçam “o posicionamento da instituição neste campo”.

O objectivo do projecto “INOV C 2020” é consolidar a região Centro enquanto referência nacional na criação de produtos e serviços ligados à área de Investigação & Desenvolvimento, bem como na consolidação do ecossistema de inovação, “através da incorporação de uma oferta ampla de recursos, infraestruturas e respostas a desafios específicos”.

Os projectos vencedores

O “Ineye”, coordenado pelo investigador Marcoz Mariz, foi desenvolvido por uma equipa de investigadores da, recebeu, recentemente, uma nova bolsa de 50 000 euros para avançar para testes e explorar a sua possível comercialização.

O “Ineye®” trata-se de uma tecnologia pioneira na área da oftalmologia, que permite a “libertação prolongada e controlada de fármacos e outras moléculas com actividade terapêutica nas mais diversas patologias oculares” e já em 2017 tinha vencido a oitava edição do concurso “Arrisca C”, no valor de 7 000 euros, bem como um outro do IAPMEI, com o prémio pecuniário de 2 500 euros.

Ainda nesse ano, este tratamento pioneiro venceu também o concurso ‘PhD Transition Fellowships’, que se destinava a estudantes de doutoramento das universidades de Oxford, de Coimbra e do Imperial College, no qual ficou em primeiro lugar, arrecadando um prémio monetário de 25 000 euros.

Enquanto negócio, o projecto arrancou, precisamente, em 2017, com a conquista de todas estas distinções e continua a ser vencedor, este ano, com a conquista de uma ‘Bolsa de Prova de Conceito’.

Já o “Sleep Apnea ID”, desenvolvido por Ana Rita Álvaro e Laetitia Gaspar, com a colaboração de Cláudia Cavadas, é uma tecnologia que pretende fazer um “diagnóstico precoce e acompanhamento do tratamento de forma simples e confortável para o doente” com a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Esta patologia “constitui uma das perturbações do sono mais comuns, tendo como consequências uma sonolência diurna elevada, que diminui o bem estar, e o aparecimento de doenças crónicas como diabetes, doenças cardiovasculares e demência”, referem as investigadoras.

Estima-se que 80 a 90 por cento dos casos de SAOS não tenham sido ainda diagnosticados, e, como tal, não estejam a ser devidamente acompanhados e tratados.

O projecto assinou, hoje, um protocolo com a Câmara Municipal de Coimbra, para beneficiar de voluntários camarários e dos Serviços Municipalizados de Coimbra (Transportes Urbanos).

O “Sleep Apnea ID” está a ser desenvolvido no Centro de Neurociências da UC, com o apoio do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra (CHUC), e pretende apurar um método de diagnóstico da apneia mais rápido e rigoroso e que forneça pistas para melhoria do tratamento.

Do consórcio “INOV C 2020”, liderado pela Universidade de Coimbra, fazem parte dez parceiros nucleares: o Instituto Politécnico de Coimbra, o Instituto Politécnico de Leiria, o Instituto Politécnico de Tomar, o Instituto Pedro Nunes, o ITeCons, o SerQ, a ABAP, a Obitec e o TagusValley, contando, ainda, com o apoio de mais de 600 parceiros complementares.

O “INOV C 2020” é um projecto cofinanciado pelo Centro 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com