Coimbra  21 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

À beira do desconforto

24 de Julho 2019

É certo que não devemos confundir a beira da estrada com a estrada da Beira, mas, ao que parece, os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) também não sabem distinguir uma paragem de autocarro público condigna de um local que parece afecto a outras profissões.

A frota dos SMTUC precisava de renovação e isso é, de facto, o que tem acontecido nos últimos anos, já que a Câmara Municipal tem adquirido várias viaturas novas, as últimas 100 por cento eléctricas e a intenção é comprar ainda mais 14 autocarros. Mas esta renovação dos transportes não implica que se tenha de descurar as suas paragens e desvalorizar o bem-estar dos passageiros.

A foto ilustra uma rua, em São Martinho do Bispo, até bastante movimentada dado que serve de acesso ao Centro Cirúrgico de Coimbra e à via rápida que liga a cidade de Coimbra a Taveiro.

A cadeira para os passageiros esperarem, junto à placa informativa sobre as linhas que ali passam, deixa muito a desejar para uma cidade que já foi (em tempos) a “Capital da Saúde”, a “dos estudantes” e ambiciona ser a “da cultura europeia”. Sem metro (ou metrobus) e sem condições para utilização dos autocarros, tais títulos começam a ser difíceis de manter ou sequer obter.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com