Coimbra  21 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Rui Avelar

Paga o justo pelos pecadores

4 de Abril 2019

Carlos Martins, que tivera um primo como adjunto no seu gabinete de secretário de Estado do Ambiente, acaba de renunciar ao cargo, ficando para a História como um justo que paga pelos pecadores.

Não faço a apologia da nomeação de parentes, nem passo uma «esponja» sobre o caso, mas não posso ignorar a existência de outras situações bastante mais graves no aparelho do Estado. Acresce que, além de possuir pudor, o ex-governante é pessoa competente e qualificada.

É pena que o louvável gesto sirva para «branquear» outros episódios nada edificantes. Por exemplo, Ana Isabel Marrana, ex-mulher de Matos Fernandes, chefiou o gabinete de uma secretária de Estado que se encontra sob a alçada do ministro do Ambiente.

Razão tinha Sir Humphrey Appleby, da notável série televisiva “Yes, minister”, quando alertava para a necessidade de mudar alguma coisa a fim de tudo ficar na mesma.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com