Coimbra  21 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

CEARTE e IEFP promove seminário sobre apoios às artes e ofícios

22 de Março 2019

José Ambrósio, Glória Santos, Glória Ferreira e Luís Rocha

 

Esclarecer e divulgar os apoios existentes na área do artesanato foi o objectivo de um seminário realizado, hoje, no CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património, numa iniciativa conjunta com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

A sessão, de entrada livre, pretendia informar os interessados na área do artesanato sobre os programas de apoio específicos para as artes e ofícios, disponíveis no IEFP, nomeadamente o “Investe Artes e Ofícios” e o “Promoção das Artes e Ofícios”.

Estes incentivos pretendem “a capacitação das pessoas para trabalharem neste sector, o estímulo ao empreendedorismo e à promoção e comercialização de produtos artesanais”, nota o CEARTE.

Luís Rocha, director do Centro, afirmou que “existe um conjunto de informações e apoios disponíveis que nem sempre são conhecidos” e, por isso, é necessário dá-los a conhecer, na área da “criação de emprego, da certificação da produção artesanal, na formação profissional e em relação à carta de artesão”.

Glória Ferreira, da Delegação Regional do Centro do IEFP, sublinhou que “o sector do artesanato potencia a economia local e o emprego, devendo ser explorado na sua plenitude”. A responsável realçou, ainda, que “as artes e ofícios têm uma expressão significativa e com um potencial enorme”.

No primeiro painel – “Apoios do IEFP ao artesanato”, José Ambrósio, também do IEFP, esclareceu sobres os dois programas em questão, que “ajudam a promover emprego qualificado”, havendo um especificamente para os mais jovens (“Investe Jovem”).

“Esta é uma área que tem uma importância decisiva no desenvolvimento local pelo conjunto de actividades em que tem potencial para a economia local e para a criação de emprego”, adiantou.

O seminário incluía, também, um painel sobre a ‘Carta de Artesão’ e ‘UPA’, em como sobre “Certificação de produtos artesanais tradicionais e formação de artesãos”.

Segui-se, depois, um momento de debate, com o auditório do CEARTE a verificar casa cheia para esta iniciativa.

O programa “Promoção das Artes e Ofícios” é destinado, no eixo que diz respeito à participação em acções de promoção e comercialização, às unidades produtivas artesanais, de natureza singular ou colectiva, legalmente constituídas e reconhecidas; e no eixo sobre a organização de iniciativas de promoção e comercialização, os destinatários são associações de desenvolvimento local, associações e cooperativas de artesãos e autarquias. Já no caso do programa “Investe Artes e Ofícios”, os destinatários são desempregados inscritos no IEFP, independentemente da idade e do tempo de inscrição, que possuam uma ideia de negócio viável e formação adequada para o desenvolvimento do mesmo e, também, para os ex-estagiários do eixo ‘Formação Artes e Ofícios’, que no final da formação e em contexto de trabalho tenham obtido aproveitamento.

As candidaturas a ambos os apoios deverão ser submetidas através da página do IEFP na Internet, em iefponline.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com